Lírio

O que você prefere ser: um lírio no banhado, ou um lírio no meio de outro lírios? Meu primo me fez refletir sobre isso.

Diretor, gerente, vice-presidente, coordenador, o gostoso é ter status, sentir-se grande, ter poder, ser diferente. Assumimos responsabilidades, fazemos sacrifícios para ter esse gosto de superioridade. Mas, quem está a nossa volta? São pessoas de mesma gênese que a nossa? Pessoas de igual oportunidade? Se somos lírio estamos circundados por crisântemos, trevos, imersos em um banhado onde o destaque do lírio se dá apenas por não haver referencial comparativo? Mas se somos um lírio circundado de outros lírios, somos menores por sermos a massa, comuns?

Ao olhar para a esfera do lírio no banhado, vejo que há o gosto de poder, de prazer, de ser lírio, ou melhor, sentir-se lírio, pois na inexistência de referencial, na ignorância de saber o que é lírio ou o que é crisântemo, por exemplo, a massa do banhado acaba criando falsos lírios. E esses lírios se autodenominam assim, sentem-se assim. Isso é errado?Acredito que não. Cada lírio, ou falso lírio, pode sentir-se como bem quiser, mas isso em sua particularidade ou em seu banhado, pois um falso lírio ao tentar adentrar no jardim dos lírios, será visto com olhares inquisitivos. O prazer, o gosto do poder vão evaporar e o falso lírio irá se sentir banhado, massa.

Agora imagine-se lírio, lírio verdadeiro, no meio dos outros lírios. Você agora faz parte da massa, da massa de lírios. Você é, de certa forma, igual a todos os outros lírios. Podem existir orquídeas, flores de lótus, que podem parecer superiores, mas você é lírio. Sempre pensei que nessa esfera não houvesse o poder, o prazer, mas há. Os lírios não são de fato iguais. Cada um tem características próprias, ao contrario do banhado que é uma grande massa disforme. São essas particularidades que fazem os lírios se destacarem de formas diferente. Nem sempre os lírios parecem distintos. Para muitos olhos, são apenas uma massa  de lírios ou lírios iguais. Por mais que um lírio realce as suas características, ele ainda vai continuar sendo só mais um lírio.

Essa reflexão dos lírios eu faço em cada atividade que realizo. Seja no trabalho ou na faculdade sempre me pergunto se sou banhado, se sou um lírio no banhado ou um falso-lírio, ou se ou um lírio no meio dos lírios.

E você? É um lírio no banhado, ou um lírio no meio dos lírios? Onde você quer estar?

Forte abraço!

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *